Honraria e sessão solene, realizada nesta segunda-feira (11), foram propostas pelo vereador Milanez Neto (PTB)

Na tarde desta segunda-feira (11), a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) homenageou o general angolano Antônio dos Santos França com a entrega da Medalha Cidade de João Pessoa. A honraria e a sessão solene, propostas pelo vereador Milanez Neto (PTB), aconteceram no Plenário Senador Humberto Lucena, na sede do Legislativo Municipal.

A mesa de trabalho foi composta pelo homenageado e pelo propositor, além do vereador Humberto Pontes (Avante), que secretariou as atividades; o embaixador de Angola no Brasil, Nélson Manuel Cosme; pelo padre da Diocese de Beja em Portugal, Manuel Pato; a embaixatriz e esposa do homenageado Maria João França; e o secretário de Turismo da Capital, Fernando Milanez.

O vereador Milanez Neto fez uma ampla explanação sobre a trajetória militar e política do agraciado, destacando sua participação no Movimento Popular de Libertação de Angola. Ele ainda destacou que o homenageado tem grandes investimentos no seguimento hoteleiro e imobiliário da capital paraibana.

Hoje a CMJP está prestando uma homenagem a uma das maiores personalidades do mundo. É um apaixonado por nossa João Pessoa, Paraíba e pelo Brasil. Uma homenagem mais que merecida a quem tem tanta coragem de empreendedorismo em nossa terra. Nosso carinho e reconhecimento a atenção do general com nosso país e nossa cidade”, discursou.

O embaixador Nélson Manuel Cosme falou que participava de uma singela homenagem a um filho de Angola e de João Pessoa, com uma dimensão mundial na luta pela libertação angolana. “Uma pessoa gentil, que nos ensina que a vida é a soma de nossos relacionamentos. E que afirma: ‘Vive bem a pessoa que se relaciona bem’. Esta homenagem servira para sedimentar e solidificar a amizade entre Brasil e Angola com forte fraternidade e consanguinidade”, disse.

Em seu discurso de agradecimento, o general Antônio dos Santos França fez uma breve contextualização histórica da Paraíba em demonstração de apreço pela terra que admira e dispensa atenção. Ele ainda lembrou que o Brasil foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola, em novembro de 1975, e destacou a consanguinidade e afinidade cultural entre as duas nações.

Tenho forte sentimento de gratidão e fraternidade por esta homenagem que recebo hoje. Não só o Brasil mas também a Paraíba me prendeu a atenção principalmente por seu conteúdo histórico. Dedico esta medalha a minha esposa, pela parceria na vida, e a todos, brasileiros e angolanos, que se empenham na manutenção desta aliança entre esses dois povos. Obrigado a todos!”, falou.

A solenidade foi prestigiada pelos vereadores Lucas de Brito (PV), João dos Santos (PR) e João Corujinha (PSDC), além de personalidades da capital paraibana, tais como o presidente da Academia Paraibana de Letras (APL), Damião Cavalcanti, o poeta Juca Pontes, o jornalista e escritor Wills Leal e a colunista Messina Palmeira.

O Coral Antônio Leite de Figueiredo, da CMJP, sob a regência da maestrina Socorro Estrela e do preparador vocal e solista, Paulo Brasil, o Paulão, pontuou o evento com a execução do Hino Nacional e a canção ‘Meu Sublime Torrão’.