A deputada estadual Eliza Virgínia (PSDB) criticou o projeto de lei que cria uma guarda pessoal para ex-governadores na Paraíba. A lei foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 31 de março. “Ele cria uma segurança privada que vai ser pago com o nosso dinheiro”, lamenta a parlamentar.

O projeto cria uma guarda pessoal para os ex-governadores e três cargos públicos de indicação de familiares. “Essa lei absurda e inconstitucional fere todos os princípios da administração pública, contida no artigo 37 da nossa constituição. Vamos entrar no Ministério Público também para tentar sanar essa decisão”, revelou.

A criação, no caso da guarda pessoal, beneficia principalmente o gestor que deixou o cargo mais recentemente. “Enquanto nós paraibanos contamos com o efetivo mínimo da nossa Polícia Militar, o governador vai retirar três policiais para fazer sua guarda pessoal”, finalizou Eliza.